FORMAÇÃO EM TERAPIA SISTEMICA PÓS-MODERNA

Veja informações do curso.

CURSO

PÚBLICO-ALVO

DURAÇÃO E CARGA HORÁRIA

RESPONSABILIDADE SOCIAL

DIFERENCIAIS

RECONHECIMENTO

LOCALIZAÇÃO

INSCRIÇÃO

DEPOIMENTOS

 

“A escolha certa na hora certa. Mais do que uma teoria profunda, uma postura de vida, um olhar ampliado e coerente, está é a minha sensação após finalizar a formação do Movimento. Me sinto mais segura enquanto terapeuta e como pessoa, feliz em ter encontrado uma teoria que faz muito sentido ao meu estilo de vida e olhar para o mundo. Valeu todo o investimento, foco e dedicação. Beijos”Juana

 

 

“Escolhi a Clínica e Escola Movimento por sua proposta. Ser esse terapeuta que,  em postura de “não-saber “, me fez uma pessoa melhor, humana,  livre para atuar sem ter que definir o que é certo é errado e sim conhecer, como meu cliente   pensa e significa seus conteúdos e não o que penso sobre seus conteúdos. Libertador!” Marga Souza, 2016

 

 

“Participar desse curso me fez perceber o quanto podemos nos transformar, não só como profissionais mas como pessoa. Tem uma música que fala “eu caçador de mim”, e essa frase traduz exatamente, o meu processo. Sou imensamente grata por tudo que vivenciei e em especial pelas pessoas que encontrei. Obrigada por tudo.” Angelita

 

 

“Faltam palavras que definam as transformações dos últimos 3 anos. Fiz amizades incríveis, participei de eventos maravilhosos, encontrei profissionais que, mais do que professores, serviram como exemplo e referência. Gratidão a todos que participaram do processo e o objetivo de seguir adiante em nossos movimentos.”

 

Faça parte desse Movimento

Please leave this field empty.

O que queremos para os nosssos filhos?

Afinal o que queremos para nossos filhos? As quase 100 pessoas que estiveram ontem na Palestra de final de ano da ASSIM SC APRENDENDO A VOAR  e mais de 200 participantes virtuais ajudaram na construção deste coração de tags. Ele é a expressão real dos mais profundos desejos das pessoas para os seus filhos. Olhem a beleza desta imagem. Quanto mais vezes a palavra foi mencionada, maior ela aparece na imagem do coração. Todas são igualmente genuínas, ainda que tenham sido mencionadas apenas uma vez. Se escolhemos este caminho para nossos filhos, as perguntas são0: Quais caminhos estamos escolhendo para alcançar estes objetivos? Estamos empoderando a infância deles ou colocando-os em uma forma? Para que mundo os estamos criando? Em 1996 não tinha internet e celular, qual vai ser o mundo que eles viverão em 2036? Nossas crianças precisam aprendar a sentir quem são e os caminhos que farão sentido na vida para elas. Isto trará com certeza felicidade, amor, saúde física e emocional, respeito, integridade, paz, segurança, e todas estas outras palavras genuinamente amorosas. Gratidão a todos que participaram desta construção de nossa Verdade Local! Telma Lenzi | Dezembro de... leia mais

Ensinando a Voar

O que cabe à família e o que cabe à Escola? Meu primeiro filho, tranquilo, sensível, feliz e atento, seguiu a educação tradicional em uma escola considerada alternativa. Porém, como a maioria das escolas, de método instrutivo de transmissão de conhecimento. Seguiu. Questionou matérias e conteúdos. Definiu suas preferências e a inutilidade de muitas delas, para ele. Fez aulas de yoga nas vésperas do vestibular, ao invés de simulados mobilizadores de ansiedade para ele. Entrou para Psicologia na UFSC para o segundo semestre e fez um intercâmbio sabático de 6 meses, como era uma crença familiar, para descansar depois de exaustivos 15 anos de escola. A escola de massas, com um professor ensinando ao mesmo tempo e no mesmo lugar dezenas de alunos, nasceu com a revolução industrial e chegou igual ao século XXI. Em mais de duzentos anos, mudaram os estudantes, mudou a sociedade e mudou o mercado de trabalho. Quando a escola será reinventada? Quando a singularidade e a colaboração entrarão em cena? Esse era um assunto recorrente nos diálogos familiares. Localizava nos meninos dores parecidas com as minhas de infância: hierarquização e poder, currículo padronizado, aulas fechadas, turmas isoladas, as provas como sinônimo de avaliação, os mecanismos punitivos e repressivos mobilizadores do medo e aniquiladores da criatividade. Seguíamos. Meu segundo filho belo, forte, rápido, livre e explorador do mundo, andou cedo (9 meses), falou cedo e logo acompanhou o irmão 3 anos mais velho em tudo. O medo não o acompanhou na infância. Destemido e interessado nas oportunidades que o mundo oferecia, se soltava de mim para explorar os lugares, mergulhar nas águas das praias ou piscinas... leia mais

Ensinando a Voar- O desafio de educar os filhos que queremos

A escola tradicional, nascida com a Revolução Industrial, mantém um modelo estático há mais de 200 anos, onde um professor ensina ao mesmo tempo para dezenas de alunos. O mundo mudou, mudaram os estudantes, mudou o mercado de trabalho. Só a Escola não mudou.

leia mais

Personagens Internos em diálogo com o filme: Divertida Mente

Telma Pereira Lenzi Resumo Peter Docter, diretor do filme Inside out (Divertida mente) encontrou em sua auto referência a inspiração para este longa da Pixar para crianças e adultos de todas as idades. Ao tentar compreender o que ocorria na mente de sua filha de 11 anos  que a cada dia demonstrava mais introspeção e silêncio, Peter e sua equipe de animadores se inspiraram e ousaram nesta narrativa. Personificaram as emoções, criaram paisagens internas e desenvolveram uma narrativa para explicar o funcionamento da mente humana, a partir de pesquisas e de suas próprias experiências vividas. Criaram uma narrativa organicista, que categoriza locais, pontes e estruturas mentais, mas que abre conversações com a  pós modernidade ao se aproximar da noção de self narrativo que dialoga, em constante construção e não essencialista. Palavras-chave Divertida mente; personagens internos Texto completo: PDF Referências Anderson, H. (2009). Conversação, linguagem e possibilidades: um enfoque pós-moderno da terapia. São Paulo: Roca. Gergen, K. J. (1994). Realities and relationships: soundings in social. Construction. Cambridge, MA. Harvard university press. McNamee, S. Gergen, K. J. (1999). Relational Responsability. Resources for sustainable dialogue. Sage Publications. Thousand Oaks, CA. Lenzi, T. P. (2013). Personagens internos. Revista Nova Perspectiva Sistêmica, 47ª edição, (p.... leia mais

Conferência: Caminhos das Práticas Pós-Modernas no Brasil e no Mundo em 2016

  Fortes mudanças nas práticas terapêuticas, aliadas à responsabilidade do Movimento e da ASSIM em oferecer atualização à Comunidade Sistêmica determinam a escolha do tema do último Workshop do ano. Neste Workshop serão apresentadas as últimas atualizações teóricas da prática sistêmica pós-moderna, construídas a partir de duas conferências internacionais nos quais os professores do Movimento estiveram presentes, nos meses de agosto e outubro, em São Paulo. VAGAS LIMITADAS   INVESTIMENTO R$ 120,00 R$ 100,00 para ex-alunos ou profissionais ligados à Movimento Descontos para Grupos a partir de 5 pessoas   INSCRIÇÕES |48| 3223 3598 |48| 9156 2354... leia mais

PSICOLOGIA AO ALCANCE DE TODOS: AMARRE-SE NESSA IDEIA

Fitas do Bem Duas mil pessoas da Grande Florianópolis poderão ser beneficiadas com atendimento psicológico gratuito ou a custo social oferecidos pela Associação Instituto Movimento (ASSIM), que presta atendimento psicológico a pessoas e famílias de baixa renda. Esse é o objetivo da ASSIM com a campanha Fitas do Bem: Eu acredito na Psicologia ao Alcance de  Todos. A ação consiste na distribuição de fitas, semelhantes às do Senhor do Bonfim, em forma de convite para que mais pessoas possam ser beneficiadas pelo atendimento psicológico. Com a distribuição das fitas – que simbolizam um convite – a equipe de psicólogos da ONG busca atrair novos pacientes e atrair o engajamento daqueles que acreditam na Psicoterapia como uma forma de transformação. A própria equipe da ASSIM fará a entrega das fitas em forma de convite para que mais pessoas sejam beneficiadas com o atendimento. A entidade presta serviços gratuitamente ou a preço social para um público que não tem como pagar por um tratamento. Há quase uma década a ASSIM SC presta atendimento psicológico gratuito ou a custo social para pessoas de baixa renda a partir de uma rede crescente de Psicólogos Voluntários. Para levar essa ideia adiante e preencher todos os espaços disponíveis de atendimento, criamos fitas coloridas personalizadas, ao estilo das tradicionais fitinhas do Bonfim, para mobilizar as pessoas a encaminharem clientes para a ASSIM. As fitas trazem estampada a mensagem: “Eu acredito na Psicologia ao Alcance de Todos” Este slideshow necessita de JavaScript. É uma proposta para engajar as pessoas que acreditam na psicoterapia como forma de transformação. A ideia é que as fitas sejam entregues àqueles que necessitem de apoio psicológico pelos participantes da campanha e pelos seus apoiadores.... leia mais

Pin It on Pinterest

Share This