Personagens Internos em diálogo com o filme: Divertida Mente

Personagens Internos em diálogo com o filme: Divertida Mente

Telma Pereira Lenzi

Resumo

Peter Docter, diretor do filme Inside out (Divertida mente) encontrou em sua auto referência a inspiração para este longa da Pixar para crianças e adultos de todas as idades.

Ao tentar compreender o que ocorria na mente de sua filha de 11 anos  que a cada dia demonstrava mais introspeção e silêncio, Peter e sua equipe de animadores se inspiraram e ousaram nesta narrativa.

Personificaram as emoções, criaram paisagens internas e desenvolveram uma narrativa para explicar o funcionamento da mente humana, a partir de pesquisas e de suas próprias experiências vividas.

Criaram uma narrativa organicista, que categoriza locais, pontes e estruturas mentais, mas que abre conversações com a  pós modernidade ao se aproximar da noção de self narrativo que dialoga, em constante construção e não essencialista.

Palavras-chave

Divertida mente; personagens internos

Texto completo:

PDF

Referências

Anderson, H. (2009). Conversação, linguagem e possibilidades: um enfoque pós-moderno da terapia. São Paulo: Roca.

Gergen, K. J. (1994). Realities and relationships: soundings in social. Construction. Cambridge, MA. Harvard university press.

McNamee, S. Gergen, K. J. (1999). Relational Responsability. Resources for sustainable dialogue. Sage Publications. Thousand Oaks, CA.

Lenzi, T. P. (2013). Personagens internos. Revista Nova Perspectiva Sistêmica, 47ª edição, (p. 86-98).

Comentário

comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This